Componentes Eletromecânicos

Componentes Eletromecânicos

A eletrônica possui vários componentes que funcionam a partir de movimentos mecânicos. Tais componentes se classificam como componentes eletromecânicos, pois podem combinar tensão e corrente para produzir algum movimento, como, por exemplo, os solenoides. Há também dispositivos que podem ter algum movimento mecânico e que podem liberar ou direcionar a passagem de corrente e tensão elétrica, como, por exemplo, as chaves liga / desliga.

Os principais componentes eletromecânicos são: chave liga / desliga (toggle), chave seletora, chave acionada por variável de processo (termostato, pressostato de nível e de vazão), relé, cristal, válvula solenoide, disjuntor e fusível.

Chaves

Existem diversos tipos de chaves nos mais diferentes formatos e tamanhos, mas basicamente todas elas funcionam da mesma forma. Vamos abordar a mais simples delas, que é a chave de duas posições. Este tipo de chave é um componente binário de circuito simples e fundamental, com uma entrada e uma saída.

A entrada de uma chave é uma força mecânica e a saída é uma tensão elétrica. A chave é um componente eletromecânico usado para ligar / desligar ou direcionar a corrente elétrica através de um acionamento mecânico manual ou automático.

Na imagem abaixo temos uma chave gangorra simples (liga / desliga), sua forma de construção e seu símbolo:

Ao acionar a chave para a posição ON (ligada), o circuito é fechado e permite a passagem de corrente entre seus terminais A e B.

Existem outras chaves de várias posições e que podem acionar vários circuitos distintos.

Solenoides

O solenoide é um dos dispositivos eletromecânicos mais importantes. Ele é formado por um fio condutor enrolado em espiral que, ao ser energizado produz um campo magnético que é mais intenso em seu interior, capaz de atrair e repelir materiais metálicos.

Na imagem abaixo temos um tipo de solenoide, sua forma de construção e seu símbolo:

A intensidade do campo magnético do solenoide depende da quantidade de espiras que ele possui e a intensidade da corrente que por ele percorre. Um ponto que deve ser levado em consideração é que a força não tem a mesma intensidade no percurso realizado pelo núcleo, pois ela aumenta a medida que o núcleo penetra na bobina.

Relés

Outro componente eletromecânico importante na eletrônica é o relé (relê). Seu funcionamento é semelhante ao das chaves, ou seja, permitir ou não a passagem de corrente em um circuito, contudo, seu acionamento é feito eletricamente, através de um solenoide.

Na imagem abaixo temos um tipo de relé e seu símbolo:

 

Os relés são capazes de controlar circuitos externos de grandes correntes a partir de pequenas correntes ou tensões, ou seja, acionando um relé com uma pilha podemos controlar um motor que esteja ligado em 110 ou 220 volts, por exemplo.

Cristais

Quando se aplica uma tensão em uma das placas de um cristal, a placa irá vibrar proporcionalmente ao potencial aplicado, gerando uma oscilação elétrica de acordo com a vibração mecânica gerada nas placas do cristal. Este efeito é conhecido como efeito piezoelétrico.

Na imagem abaixo temos um tipo de cristal e seu símbolo:

 

O cristal deve ser cortado de forma que um campo elétrico alternado, quando nele aplicado, produza variações em sua espessura. Dessa variação resulta um movimento nas faces do cristal, originando as vibrações. Cada cristal possui uma frequência de ressonância natural, tal que quanto menor a espessura do cristal, maior será a sua frequência de vibração.

Motores

Motores são dispositivos elétricos que transformam a energia elétrica em energia mecânica. Em eletrônica é comum o uso de motores de corrente continua (DC), onde a energia contínua faz o motor girar de acordo com a sua polarização.

Na imagem abaixo temos um tipo de motor DC e seu símbolo:

Para usarmos o motor em circuitos eletrônicos, devemos nos atentar a corrente que ele consome e dimensionar o circuito para que atenda as especificações do mesmo. Em alguns casos é necessário reverter a rotação ou contagem de pulsos elétricos (motor de passo e servo motores), e neste tipo de situação é preciso implementar circuitos mais complexos.

Algumas das principais desvantagens dos componentes eletromecânicos é que eles se desgastam com o tempo de uso e isto diminui sua vida útil, podendo ficar emperrado se em contato com poeira ou umidade, gerar barulhos ao mudar de estado e etc.

Existem diversos componentes eletromecânicos. Nesta postagem foram citados apenas alguns exemplos, contudo, no decorrer de nossos posts vamos conhecendo outros componentes eletromecânicos.

Gostou desta postagem? Então deixa seu comentário, dúvida ou sugestão aí embaixo!

Loja online: https://www.masterwalkershop.com.br
Fan page no Facebook: https://www.facebook.com/masterwalkershop

Nos ajude a espalhar conhecimento clicando no botão de compartilhar (f Like) que está mais abaixo.

Obrigado e até a próxima!

Seu feedback é muito importante! Que tal dar uma nota para esta postagem?! Faça sua avaliação aqui embaixo.

Componentes Eletromecânicos
1 votos / Média de avaliação: 5 / Pontuação: 100%


Postagem anterior:
Próxima postagem:
Postagem feita por

Formado como Técnico em Mecatrônica e Informática, e entusiasta da eletrônica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *